Operação prende suspeito de ação criminosa em Guarapuava

Detido é investigado pelo ataque à base de valores de Guarapuava, em abril de 2022, ação que culminou na morte de um policial militar.

por guaranoticias

Atualizado às 09h27

Uma operação integrada das polícias militares do Paraná (PMPR) e de Minas Gerais (PMMG) prendeu na madrugada desta quarta-feira (26), na cidade mineira de Betim, um homem de 34 anos suspeito de envolvimento direto no ataque à base de valores de Guarapuava, na região central do Paraná, em abril de 2022. Na ação criminosa, o sargento Riciere Chagas, da PMPR, foi baleado e morto. O suspeito também teria participado de roubos em Itajubá (MG) e em Caxias do Sul (RS). Neste último, um policial da Brigada Militar do Rio Grande do Sul morreu.

 

 

No âmbito da Operação Guarapuava II, o homem foi identificado por equipes das polícias Civil e Militar do Paraná, seguida de investigações sobre seu paradeiro. A operação que desencadeou a prisão foi uma parceria entre a PMPR e a PMMG, por meio de sua Diretoria de Inteligência e do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da corporação paranaense.

 

 

“A prisão só se tornou possível pela cooperação de agências de inteligência das diversas instituições envolvidas, comprometidas com o combate ao crime Organizado”, disse o comandante-geral da PMPR, coronel Jefferson Silva.

 

 

No momento da prisão, o suspeito portava R$ 13.156,00 em cédulas novas, aparelhos telefônicos de última geração adquiridos recentemente e um veículo comprado há dois dias com pagamento de entrada em espécie no valor de R$ 60.000, além de outros objetos de interesse à investigação.

 

 

O detido, juntamente com os materiais apreendidos, foi encaminhado à Polícia Federal (PF) de Belo Horizonte, sendo cumprido seu mandado de prisão expedido pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Guarapuava.

 

 

CASOS – O assalto a um carro-forte em Caxias, no Rio Grande do Sul, ocorreu quarta-feira passada (19) no Aeroporto Hugo Cantergiani. Informações preliminares indicam que o grupo criminoso levou pelo menos R$ 15 milhões dos R$ 30 milhões que estavam no veículo. O dinheiro pertence a um banco de Curitiba. Os criminosos se disfarçaram com casacos da Polícia Federal e entraram no aeroporto para realizar o roubo. Durante a troca de tiros, o 2º sargento Fabiano Oliveira, 47 anos, foi baleado, levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Um dos criminosos também morreu.

 

 

 

Em Guarapuava, mais de 30 criminosos fortemente armados tentaram assaltar uma empresa de transporte de valores há dois anos. A tentativa de assalto à transportadora de valores e o ataque ao 16º Batalhão da Polícia Militar (BPM) ocorreram simultaneamente. Durante os ataques, uma viatura da PMPR foi alvejada, resultando na morte do sargento Ricieri Chagas. Os assaltantes fugiram sem levar dinheiro da empresa.

 

 

Em 2023, a Justiça condenou sete pessoas pela participação na tentativa de assalto à empresa de valores. Juntas, as penas somam 344 anos de prisão. Além desses processos, outra ação judicial tramita contra mais 13 réus que respondem por participação na tentativa de assalto à transportadora.

 

 

 

Fonte: AERP Paraná – PMs do Paraná e Minas Gerais – acesso em 27/06/2024 – https://www.aen.pr.gov.br/Noticia/Operacao-das-PMs-do-Parana-e-Minas-Gerais-prende-suspeito-de-acao-criminosa-em-Guarapuava

 

Foto: Ilustrativa

Comentários

deneme bonusu deneme bonusu veren siteler youtube mp3