Deral vê queda de 7% na 2ª safra de milho do Paraná; mantém previsão para soja

por guaranoticias

Atualizado às 09h36

A estimativa de queda na produção do Paraná, um dos maiores produtores do cereal no Brasil na segunda safra, foi feita em meio a um atraso no plantio, o que potencialmente aumenta os riscos.

Na previsão de dezembro, o Deral havia projetado uma segunda safra de milho de 12,1 milhões de toneladas.

A queda esperada na safra ante o ano passado, de cerca de 1 milhão de toneladas, ocorre diante da expectativa de plantio 4% menor na comparação anual, de 2,15 milhões de hectares.

O leve aumento na safra na projeção em janeiro na comparação com dezembro ocorre com a expectativa de uma área plantada ligeiramente maior ante a previsão do mês anterior.

Segundo o Deral, o plantio da segunda safra de milho do Paraná atingiu apenas 4% da área projetada, ante 30% semeados no mesmo período do ano passado, quando as atividades estavam mais avançadas, após uma colheita de soja mais antecipada no ciclo passado.

A colheita de soja do Paraná, com previsão mantida em 19,7 milhões de toneladas, atingiu até o momento apenas 2% da área, versus 20% no mesmo período do ano passado, segundo dados do Deral para o Estado que é um dos maiores produtores nacionais da oleaginosa.

Já a colheita de milho primeira safra, cuja estimativa foi levemente reavaliada para cima na comparação mensal, para 3,2 milhões de toneladas, também está atrasada ante o ano passado, atingindo 2% da área, contra 5% em igual período de 2018/19.

 

Fonte: Portal do Agronegócio – acesso 05/02/2020 – https://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/deral-ve-queda-de-7-na-2-safra-de-milho-do-parana-mantem-previsao-para-soja-192409

Comentários