Casos confirmados da Covid 19 no Paraná saltam de 6 para 60 em apenas 11 dias

por guaranoticias

Atualizado às 09h30

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirmou mais seis casos de coronavírus no Paraná, nesta segunda-feira (23), totalizando 60 casos da doença. Outros 1.519 estão em investigação e 159 oficialmente descartados. Segundo a Secretaria, “o Estado aguarda a normalização do sistema do Ministério da Saúde para poder negativar aproximadamente 600 resultados emitidos pelo Laboratório Central do Estado (Lacen). A plataforma apresenta instabilidade há cerca de uma semana”.

Comparado ao boletim do dia 13 de março, os casos no Estado deram um salto de dez vezes. Naquele dia eram 6 casos confirmados. O Estado confirmou seu primeiro positivo pra Covid-19 no dia 12 de março. De lá para cá, o aumento foi quase diário, com exceção dos dias 14 a 16, que tinham casos suspeitos, mas que demoraram a serem confirmados. No dia 17 o boletim já contava com 12 casos, dobrando as ocorrências.

Srecretaria Municipal
Mas, os casos do Paraná já devem ser maiores no boletim de hoje. Ontem, a Secretaria Municipal de Saúde também divulgou seu boletim, horas depois da Secretaria de Estado. O boletim municipal informava 37 casos na Capital, enquanto o boletim estadual trazia 34.

Em cinco dos novos casos em Curitiba foi constatado viagens ou contato com quem esteve em São Paulo. Uma dessas pessoas retornou da Itália recentemente. O número de casos suspeitos até o momento é de 233 e outros 131 foram descartados.

No País, até esta segunda-feira, às 16 horas, eram 1.891 casos confirmados e 34 mortes. Os óbitos estão em São Paulo (30) e Rio de Janeiro (4).

Governadores dos estados do Sul e Sudeste definem estratégias para evitar o desabastecimento nas cidades

Governadores dos sete estados do Sul e Sudeste brasileiro se reuniram, ontem, em videoconferência com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, para tratar do transporte de produtos essenciais entre os estados. Desde a semana passada, os estados decretaram o fechamento parcial da movimentação rodoviária, especialmente de ônibus de linhas interestaduais.

Os governadores dos estados formam o Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud), e decidiram que as divisas ficarão abertas ao transporte de produtos essenciais para evitar o desabastecimento. O governador do Paraná, Ratinho Junior, destacou as medidas adotadas pelo Paraná para não prejudicar a circulação de caminhões. Ele citou o reforço na estrutura de apoio aos motoristas em Paranaguá.

“Criamos um ambiente favorável para atender esses profissionais neste momento tão difícil, mostrando que o Paraná se preocupa com essa atividade tão importante para a população”, afirmou o governador. “Uma área para saúde, higienização e acomodação para os caminhoneiros. Também estamos trabalhando para garantir a alimentação dessas pessoas”, disse.

O ministro da Infraestrutura revelou que a União busca uma unidade sobre o tema entre os Estados. Entre as preocupações colocadas pelo ministro está a atenção aos motoristas. “O mesmo vale para restaurantes e oficinas localizadas na beira de estradas. Se o caminhão estragar, precisa ser consertado. E os caminhoneiros precisam se alimentar”, completou.

 

 

Foto: Daniel Castellano / SMCS

Fonte: Bem Paraná – Mario Akira – acesso 24/03/2020 – https://www.bemparana.com.br/noticia/casos-confirmados-no-parana-vao-de-6-a-60-em-11-dias#.Xnn1IUBKi1s

Comentários