Saque emergencial do FGTS vale para 60 milhões de pessoas e começa em julho

por guaranoticias

Atualizado às 13h13

Uma medida provisória (MP) do governo federal autorizou a abertura automática de poupanças digitais da Caixa Econômica Federal. Essas poupanças são destinadas a todos os trabalhadores que possuem conta no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) recebam até R$ 1.045,00 de seu saldo disponível. O calendário de pagamentos começa em junho e os saques estarão disponíveis de julho até novembro, segundo o calendário divulgado neste sábado pela Caixa. A estimativa do banco é que 60 milhões de pessoas tenham direito ao saque, sendo que muitas são “desbancarizadas”, ou seja, não possuem conta em nenhum banco. No total, cerca de R$ 37,8 bilhões serão transferidos.

Pela nova MP, o dinheiro do FGTS ficará disponível na conta até 30 de novembro. Caso não haja movimentação até essa data, os recursos voltam para o saldo do trabalhador no fundo. Os depósitos começam em 29 de junho e seguem até 21 de setembro, de acordo com o mês de nascimento do beneficiário.
Contas digitais do tipo já vinham sendo utilizadas para o pagamento do auxílio emergencial relacional à pandemia do novo coronavírus, de R$ 600,00. Com a MP 982/2020, publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), o uso desse tipo de conta fica ampliado também para o saque do FGTS e o depósito de diversos benefícios sociais e emergenciais, inclusive pelos governos estaduais e municipais.

De acordo com a MP, nenhuma tarifa será cobrada pela poupança digital automática, e fica garantido ao menos uma transferência eletrônica mensal gratuita para contas em outros bancos. O limite de movimentação é de no máximo R$ 5 mil por mês, somando-se depósitos e retiradas.
Segundo a Caixa, a abertura automática de contas contribui para evitar a aglomeração de pessoas para o saque do dinheiro nas agências. “O momento atual exige distanciamento social como medida de prevenção à covid-19”, disse o banco por meio de nota.

Perguntado sobre o tempo para início do pagamento, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, justificou o cronograma pela necessidade de planejar os procedimentos. “Em nenhum momento se falou em pagar todos na segunda-feira. O que se falou com começar o calendário e o pagamento. Estamos fazendo de forma digital de forma mais acelerada do que o saque imediato. Vamos começar no dia 29 porque precisamos abrir as contas digitais, que são 60 milhões e você não abre isso da noite para o dia. É uma base de dados muito grande”, afirmou.
Todos com saldo de FGTS têm direito ao benefício. Contudo, há um limite para o saque. Se a pessoa tem menos do que R$ 1045 de saldo, poderá apenas retirar o que estiver na sua conta. Quem não desejar receber o recurso deve notificar este desejo por meio do App do FGTS, até 10 dias antes do crédito. Se o correntista não fizer nada e não mexer no dinheiro, ele será devolvido à conta do FGTS após o fim de novembro.

A conta poupança digital aberta não envolve a cobrança de tarifa. Mas a movimentação nela tem o limite de até R$ 5 mil.

Calendário do FGTS emergencial
Mês de aniversário Dia do depósito Dia da liberação
Janeiro 29/jun 25/jul
Fevereiro 06/jul 08/ago
Março 13/jul 22/ago
Abril 20/jul 05/set
Maio 27/jul 19/set
Junho 03/ago 03/out
Julho 10/ago 17/out
Agosto 24/ago 17/out
Setembro 31/ago 31/out
Outubro 08/set 31/out
Novembro 14/set 14/nov
Dezembro 21/set 14/nov

 

 

Fonte: Bem Paraná – acesso 15/06/2020 – https://www.bemparana.com.br/noticia/saque-emergencial-do-fgts-vale-para-60-milhoes-de-pessoas-e-comeca-em-julho#.Xued3tRKi1s

Foto: Marcelo Casall Jr / Agência Brasil

Comentários