Professores da rede estadual do Paraná aprovam greve contra retorno das aulas

por guaranoticias

Atualizado às 09h31

Em assembleia on-line da APP-Sindicato, na manhã de sábado (12), professores(as) e funcionários(as) de escola da rede estadual e das redes de 209 municípios do Paraná aprovaram a realização de “greve em defesa da vida”, contra a retomada das aulas presenciais durante a pandemia do novo coronavírus.

O presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Silva Leão, explica que a paralisação será desencadeada caso o governo decida pelo retorno das aulas nas escolas em 2020. “A categoria está mobilizada e não aceitará qualquer imposição que coloque em risco à vida tanto dos estudantes e seus familiares, quanto dos profissionais que trabalham nas escolas”, disse.

Os(as) educadores(as) também deliberaram ações relacionadas com as condições de trabalho e ataques aos direitos dos(as) servidores(as) públicos(as). “Aprovamos um calendário de mobilizações para reforçar nossa resistência, especialmente neste momento complexo em que os governos têm promovido uma política de precarização da educação pública e de retirada de direitos da nossa categoria”, relatou a secretária de Finanças da APP-Sindicato, professora Walkiria Olegário Mazeto.

Em entrevistas recentes, o secretário de Saúde, Beto Preto, comentou que apesar dos sinais de estabilização da pandemia de coronavírus no Estado, o  número de casos estacionou em um patamar muito alto, o que ainda não daria segurança para liberação da volta às aulas. O secretário tem garantido que o retorno presencial das aulas só acontecerá quando a curva da contaminação da Covid-19 diminuir.

 

Fonte da informação – site APP-Sindicato acesso em 14/09/2020 – https://appsindicato.org.br/professoresas-e-funcionariosas-da-educacao-decidem-que-nao-retornarao-com-aulas-presenciais-em-2020/

Foto: APP-Sindicato

Comentários