16º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR: Ocorrências de Quarta para Quinta-feira

por guaranoticias

Atualizado às 08h57

OCORRÊNCIA COM ENCAMINHAMENTO:

01 – CUMPRIMENTO DE MANDADO JUDICIAL.

No dia 22 jan. 2020, às 16h25min, na Rua Gótico, Morro Alto, a equipe Choque em patrulhamento quando realizou a abordagem de uma pessoa do sexo masculino de 30 anos de idade, e conforme consulta operacional, contatado que havia um mandado de prisão em desfavor do indivíduo. Dada voz de prisão e conduzido até a 14ªSDP para as medidas cabíveis.

02- POSSE IRREGULAR DE ARMA DE FOGO.

No dia 22 jan. 2020, às 22h45min, na Rua das Rosas, bairro Santana, a equipe foi acionada para verificar uma ocorrência de furto. No endereço citado, a equipe contatou a solicitante de 45 anos de idade, a qual informou que no local, em data anterior, houve uma desinteligência entre a mesma e seu amásio, de 43 anos, o qual saiu da residência com um relógio de pulso pertencente a solicitante. A solicitante informou que seu amásio possuía material bélico em casa, em contato com o cidadão, este a compareceu no local e confirmou que foi até a residência para buscar alguns objetos pessoais, e apresentou à equipe uma espingarda de pressão 5,5 Hotron marca Rossi modelo e as seguintes armas de fogo: uma espingarda cal. 12, marca Browning, uma espingarda mx8 marca Perazzi cal. 12; uma pistola g25 .380 Glock, e uma carabina .38 Winchester, além de cerca de 39 caixas de munição cal. 12 contendo 250 cartuchos cada totalizando aproximadamente 9.750 cartuchos; uma caixa com 50 munições de cal. 380; uma caixa com 50 munições de cal.38 e 10 caixas com 50 munições cada totalizando 500 munições de cal.22. Conferidos os documentos fiscais, guias de tráfego e certificados de registro das armas/munições, sendo constatado que estavam regulares as munições de calibre 12 e 380, bem como a espingarda Perazzi mx8. Contudo, o cidadão não apresentou documentos para os cartuchos de .22 e .38 como também para a carabina Winchester não havia documentos, onde o cidadão informou que adquiriu de um terceiro, mas que a documentação da arma estaria em trâmite junto ao exército brasileiro, e que na manhã do dia seguinte poderia apresentar os documentos da arma. Diante dos fatos, dada voz de prisão ao cidadão pela posse ilegal de arma de fogo e munições, e acompanhado a equipe sem qualquer resistência, até 14ª SDP, juntamente com a carabina Winchester e os cartuchos cal.38 e .22, para que se adotassem as providências cabíveis. Quanto ao relógio, o cidadão informou que ganhou de presente de sua esposa, há vários anos, inclusive estava utilizando no momento da ocorrência. Na delegacia seguindo determinação do delegado o relógio foi entregue ao cidadão.

02- LESÃO CORPORAL/VIOLÊNCIA DOMÉSTICA.

No dia 22 jan. 2020, às 19h48min, na Rua Professor Becker, bairro Santana, conforme a solicitante de 33 anos, seu ex convivente de 36 anos, não permitia a solicitante de retirar seus pertences pessoais básicos da residência, e ainda teria a ameaçado. Relatou que já registrou boletins e inclusive possuía medida protetiva contra ele. A equipe policial em contato com o ex marido da solicitante, este veio a negar novamente retirada de pertences da ex mulher. Acionado o Oficial CPU no local, tendo em vista a não cooperação do indivíduo o qual tentou intimidar a equipe, informando que conhecia pessoas do alto comando da PM. O Oficial CPU interveio, e indagou o cidadão sobre tal atitude, momento em que este permitiu a entrada da ex esposa na residência. A acompanhada pelos policiais, a solicitante retirou os seus pertences da residência, ação filmada pelo ex marido com celular pessoal. O cidadão constantemente tentou intimidar a equipe policial, porém, foi cientificado que iria acompanhar a equipe policial até a 14ª SDP, tendo em vista o cometimento dos crimes de violência doméstica e desobediência da ordem legal emanada pelos policiais, neste momento apresentou nova desobediência e

resistência à prisão, sendo necessário o uso de técnicas de imobilização e força moderada, para contê-lo. Diante dos fatos o autor e a vítima foram conduzidos até a 14ªSDP. Foi apreendido o celular pessoal do indivíduo, tendo em vista as provas nele contidas, mostrando claramente o momento da desobediência a voz de prisão, bem como as tentativas de intimidar os policiais. Na delegacia o indivíduo perturbou constantemente o trabalho da equipe policial, o qual foi cientificado pelos policiais dos seus direitos legais pertinentes.

OCORRÊNCIAS EM OUTROS MUNICÍPIOS OU LOCALIDADES:

01 – CUMPRIMENTO DE MANDADO JUDICIAL EM PITANGA-PR.

Na data de 22 de jan.2020, às 11h00min, a equipe deslocou até a Rua XV de Novembro, onde foi dado fiel Cumprimento ao Mandado de Busca e Apreensão em desfavor de um menor de 16 anos, o qual foi encaminhado até a 45ª DRP de Pitanga, juntamente com sua avó aonde ficou à disposição da justiça.

02 – CUMPRIMENTO DE MANDADO JUDICIAL EM NOVA TEBAS-PR – 16°BPM/ 3ªCIA

Na data de 22 de jan. 2020, às 10h08min, o serviço reservado do 16º BPM, repassou informações a ROTAM da 3ªCIA que, possivelmente havia um foragido da justiça da cidade de Passo Fundo – RS, no Município de Nova Tebas. A equipe deslocou até a comunidade Bela Vista, onde logrado êxito na localização do indivíduo, o qual utilizou seus filhos de 02 e 04 anos como empecilho, para se desvencilhar da equipe. Após diálogo com os policiais, o indivíduo acatou as ordens de abordagem e posteriormente confessou a autoria no crime de roubo, que vitimou fatalmente o Brigadiano Sd. Ricardo Rocha de Almeida, em setembro de 2014, bem como outras pessoas vítimas de disparos de arma de fogo. Confessou ainda que estava usando nome falso. O autor de 29 anos foi conduzido até a Delegacia de Polícia de Manoel Ribas, ficando à disposição da justiça e posteriormente ser encaminhado a Comarca de origem.

03 – CUMPRIMENTO DE MANDADO DE PRISÃO EM PINHÃO.

No dia 22 jan. 2020, às 18h45min, na Rua dos Canários, bairro Água Verde, a equipe em conjunto com o investigador da Polícia Civil, cumpriu o mandado de prisão expedido pela Comarca do Pinhão, pelo crime previsto no Art 121 do Código Penal, em desfavor de um indivíduo de 38 anos, o qual não ofereceu resistência e foi conduzido até a Delegacia de Pinhão.

04 – CUMPRIMENTO DE MANDADO DE PRISÃO EM PINHÃO.

No dia 22 jan. de 2020, às 19h55min na Estrada Zattarlândia, localidade Santa Terezinha, em conjunto com o investigador da Polícia Civil, a equipe cumpriu o Mandado de Prisão expedido pela Comarca do Pinhão, pelo crime previsto no Art 121 do Código Penal, em desfavor de um indivíduo de 28 anos, o qual não ofereceu resistência e foi conduzido até a Delegacia de Pinhão.

05- ATENDIMENTO EM LOCAL DE MORTE EM LARANJAL.

No dia 23 de jan. 2020, às 22h01min, na Rua Santa Izabel, Centro, a equipe foi acionada via fone por um masculino de 29 anos, relatou que havia um indivíduo caído ao lado de uma motocicleta, no local constatado um masculino caído ao chão com um ferimento no pescoço, posteriormente identificado com 25 anos de idade. Acionada a equipe de saúde do Município a qual constatou o óbito. Informado o investigador da 44ªDP de Palmital e os demais órgãos competentes. Enquanto a equipe aguardava a chegada da Polícia Civil, compareceu no local um cidadão de 23 anos, o qual informou a equipe que minutos antes estava conversando com a vítima pelo aplicativo “Whatsaap”, vindo a relatar que estava indo se encontrar com uma mulher no ginásio poliesportivo, e que se ele aparecesse morto seria essa mulher ou o marido dela, os autores. A equipe deslocou à residência dos possíveis autores, ao adentrar no terreno a equipe ouviu barulhos na parte de traz da casa e avistou um masculino pulando a janela e adentrando em um matagal. A equipe realizou buscas, porém sem êxito. A mulher suspeita de 25 anos, permaneceu na residência. Indagada sobre o homicídio essa relatou a equipe que seu marido de 23 anos, obrigou ela a marcar um encontro com a vítima para lhe dar um susto, porém quando ela chegou no local combinado, ouviu um disparo de arma de fogo e saiu correndo não sabendo expressar o resultado da lesão. Diante dos fatos a suspeita foi encaminhada até a 44ª DP de Palmital, para providências cabíveis.

Comentários